Jump to content
Olá, se você gosta do nosso trabalho, deixe um comentário e dê uma reação é muito importante o autor agradece!

Indução ao parto


ELProfesor
 Share

Recommended Posts

Depois de passarem as 40 semanas, por vezes o bebé não nasce. É natural que o seu médico se torne ainda mais atento e irá monitorizar, tanto o seu estado como o do bebé, através de ecografias, exames e analises.

 

A indução do parto deverá ser realizada nas seguintes circunstâncias:

 

- sinais de insuficiência placentária, pois o bebé pode deixar de receber os nutrientes e oxigénio suficientes

- pré-eclampsia, diabetes, doença cardíaca, hipertensão ou hemorragia pré-parto

- as membranas romperam, para deixar sair a bolsa de águas, mas o parto não se realizou nos dois dias seguintes

- já está grávida há mais de 42 semanas

- um feto muito grande, porque se esperar pelo parto espontâneo este pode vir a ter complicações, pois entretanto o bebé ainda cresceu mais

- um feto muito pequeno, pois a segurança do bebé pode estar em risco

 

Actualmente, a indução do parto é um processo bastante seguro e realizado com frequência. Não deve ficar ansiosa ou preocupada por o parto não decorrer exactamente como imaginara. Um factor importante a ter em conta é que a indução não vais realizar o parto, mas sim despertar os mecanismos naturais do trabalho de parto para que estes façam, naturalmente, evoluir todo o processo do nascimento.

 

Métodos de indução do parto

 

São três os métodos de indução usados com mais frequência e conjugados entre si.

 

A prostaglandina

 

As prostaglandinas podem ser administradas via oral, sob a forma de comprimidos, ou via vaginal, junto ao colo do útero sob a forma de gel ou comprimidos. Ao fim de algumas horas o colo do útero estará amadurecido tornando-se mole, curto e com a dilatação apropriada. Geralmente, continua-se a indução com oxitocina.

 

A oxitocina

 

A oxitocina é administrada no soro, por via endovenosa, e vai estimular as contracções uterinas. Assim pode ser mais facilmente regulada caso esteja a entrar muito depressa em trabalho de parto, sem ter atingido a dilatação necessária. O saco do soro pode ser pendurado numa estrutura móvel, com um tubo comprido, para que seja mais fácil para a mãe movimentar-se e caminhar.

 

A ruptura artificial das membranas

 

Este método é, geralmente, utilizado em conjunto com a administração do soro de oxitocina.

As membranas impedem que a bolsa das águas seja expelida e, por consequência, o bebé, pois é nesta bolsa que ele pousa a cabeça.

 

Um instrumento parecido com uma agulha de croché é introduzido através do colo do útero para fazer um pequeno corte, indolor, nas membranas para que as águas possam sair. A cabeça do bebé vai, então, pressionar o colo do útero, estimulando as contracções e a estimulação e, o resto do trabalho de parto decorrerá normalmente.

Link to comment
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
 Share

×
×
  • Create New...